10 setembro 2010

Burano / Murano, as princesinhas do Veneto




Bucólicas e pitorescas casas coloridas, barcos de pesca e lojinhas de rendas; esse é o cenário de Burano, uma pequena ilha perto de Veneza, que tem um jeito aconchegante, com as portas e janelas abertas e roupas secando nos varais.





Contam os guias turísticos que os pescadores desejavam identificar suas casas enquanto estivessem no mar. No entanto, nota-se que do mar pouco se vê da ilha. A maioria dos turistas vão a Burano para conhecer seu colorido e comprar rendas, e tem a impressão de uma vida alegre em Burano.





A arte do rendilhado nasceu no século 16 e levou a fama das rendas de Burano para as coleções da Europa, uma arte que se transmite com técnicas sábias e complexas, e que vem perdendo interesse dos jovens.
Para evitar a perda de tanta sabedoria artesanal, foi fundada uma escola do rendilhado, que tem como sede o Palazzo del Podestà. Infelizmente as lojinhas estão impregnadas por rendas de produção industrial asiática, e encontrar uma peça artesanal, é raro e custa muito caro.





Murano é uma série de ilhas, ligadas a Venezia através de pontes. É famosa por sua arte em vidros, popularmente conhecidos por cristais de Murano. Na realidade não são cristais, são vidros trabalhados com uma técnica milenar, da qual não existe similares. Porém Murano oferece apenas o turismo das compras.

Em 1291, todos os fabricantes de vidro em Veneza foram obrigados a se deslocar para Murano, devido ao risco de incêndios, e tornou-se durante algum tempo a principal produtora de vidros e candelabros da Europa. Outras ilhas próximas de Burano é Torcello, Mazzorbo e San Francesco del Deserto.





Torcello foi uma das ilhas povoadas pelos venezianos quando fugiam da terra firme para se abrigar das invasões bárbaras. Devido aos pântanos da lagoa do sal e as salinas, Torcello se tornou um mercado de reexportação.

No entanto a lagoa ao redor da ilha de Torcello gradualmente tornou-se um pântano, a partir do século 12, e a população abandonou a ilha que se tornou inútil. Na atualidade abriga apenas 20 pessoas. Do antigo esplendor de Torcello, os numerosos palácios, as igrejas e os clautros desapareceram, e restam apenas 4 conjuntos medievais.





Mazzorbo está vinculado a Burano, através de uma ponte, sendo conhecida por suas vinhas e pomares. Também tem suas casinhas pintadas com cortinas e flores nas janelas. A ilha de San Francesco del Deserto está um pouco mais distante e depende de negociar com os barqueiros, mas os padres recebem muito bem quem vai visitá-los.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.