02 agosto 2010

Italia - Vivaldi

video

Antonio Lucio Vivaldi - 1678 - 1741

Vivaldi nascido em Veneza em 4 de março de 1678, foi um compositor e músico italiano do estilo barroco tardio. Era o mais velho de sete irmãos, filho de um barbeiro que também era um talentoso violinista que o ajudou a iniciar seus estudos de música colocando-o na Capela Ducal de São marcos para aperfeiçoar seus conhecimentos musicais. Em pouco tempo, Vivaldi foi admitido na orquestra da Basilica onde se tornou o maior violinista de seu tempo.

Aos 24 anos tornou-se padre sendo chamado de "Prete Rosso" por ter cabelos ruivos. Tinha uma saúde fragilizada e sofria de asma, e por isso lhe foi concedida a dispensa da Santa Eucaristia. Assim voltou-se para o ensino de violino num orfanato de moças, Ospedale della Pietà em Veneza. Em pouco tempo as crianças lhe tinham muita estima e Vivaldi compôs para elas a maioria de suas musicas.

Em paralelo às suas atividades sacras Vivaldi se apresentava nos concertos. Era capaz de compor música não-acadêmica, apreciada pelo público geral, e não só por uma minoria intelectual. A alegre aparência dos seus trabalhos revela uma alegria de compor, como "As quatro estações", uma de suas 770 obras.

Foi o compositor que inventou e estabeleceu a estrutura definitiva do concerto e da sinfonia e o primeiro compositor a usar consistentemente a forma ritornelo em seus concertos. Sua facilidade na escrita era impressionante e ele escrevia muito rápido usando uma pena. A música de Vivaldi, juntamente com a de Mozart, Tchaikovsky, Corelli e Bach foi incluída nas teorias de Alfred Tomatis sobre os efeitos da música no comportamento humano, e usada em terapia musical.

Algum tempo depois, as suas composições já não suscitavam a alta estima que uma vez tivera em Veneza e gostos musicais em rápida mudança o colocaram fora de moda. Vivaldi decidiu vender um grande número dos seus manuscritos a preços irrisórios para seguir para Viena. Carlos VI adorava as suas composições e ele assumiu a posição de compositor real na Corte Imperial.

Pouco depois da sua chegada a Viena, Carlos VI veio a falecer e desprovido da proteção real, Vivaldi vendeu seus manuscritos para sobreviver. Faleceu pouco tempo depois, em 28 de julho de 1741 e foi-lhe dada uma anônima sepultura de pobre. Vivaldi, tal como muitos outros compositores da época, terminou sua vida em pobreza apesar de seu grande talento. Seu repertório só foi publicado no século 20, tornando-se um gênio da música depois de sua morte, quando foi organizada a Semana Vivaldi, numa glória póstuma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.