12 outubro 2010

Pisa, a cidade da torre inclinada


Pisa é uma comuna da região da Toscana e descobertas arqueológicas revelaram a existência de um grande porto da época romana no seu subsolo. Nessas descobertas foram encontradas diversas embarcações de vários modelos, algumas delas intactas e ainda com a mercadoria que transportavam.





Há 20 séculos o estuário encontrava-se a 4 km do mar onde estava o maior porto romano; hoje está a 17 km do mar. Acredita-se que a inclinação da famosa Torre de Pisa se deve ao fato de ter existido mar ou um estuário maior que o atual. Diz a tradição que foi nesse porto que S. Pedro desembarcou para pregar o Evangelho, tendo daí seguido para Roma. Pisa, naquele tempo, estava à beira-mar, na foz do rio Arno.




A torre de Pisa, uma das atrações turísticas da cidade de Pisa, começou a ser construída em 1174. Foi projetada para abrigar o sino da catedral da cidade de Pisa, na Itália. Quando três dos oito andares estavam prontos, notou-se uma ligeira inclinação, em razão de um afundamento do terreno. Tentou-se compensar a falha fazendo os outros andares um pouco maiores do lado mais baixo, só que a estrutura afundou ainda mais pelo excesso de peso.






A torre acabou de ser erguida, inclinada, em 1350, atingindo 56 metros de altura. Hoje sua inclinação chega a cinco graus, e aumenta uma média de 20 milímetros por ano. Estava fechada ao público desde Janeiro de 1990, e um trabalho na base conseguiu diminuir a inclinação em 1,3 centímetro e calcula-se que nesse ritmo será recuperada até 2250. A visitação foi reaberta em dezembro de 2001. Em determinadas épocas se pode subir à noite e ter uma bela visão da Praça dos Milagres onde está a torre.


video


















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.