22 fevereiro 2011

Rimini abriga a Italia em miniatura





Durante quase todo ano, Rimini uma provincia da região da Emilia Romagna, é um lugar tranquilo e elegante, orgulhosa de suas ruinas romanas e da sua arquitetura renascencista, conhecida por seus bons comércios e restaurantes. Mas no verão, a cidade se transforma em puro divertimento, não só por suas praias; a costa do adriático reúne os melhores e maiores parques temáticos da Europa.







Centro Histórico: A cidade remonta ao século 1 a.C. e o Arco de Augusto é um dos monumentos decorrentes da época romana. Este é um dos locais mais populares em Rimini, um arco antigo construído em 27 aC dedicado a Augustus.

O arco original tinha uma estrutura enorme, mas apesar da degradação natural do tempo, ainda é possível ver claramente a escultura ornamental e características de Apolo, Júpiter, Netuno e Roma. Durante a época antiga, o Arco era usado para entrara em Rimini.
 
A Ponte di Tiberio, com seus 2.000 anos, é construída em pedra de istria e dá a sensação de retornar ao passado. O anfiteatro romano ainda é secular, com capacidade para 10.000 expectadores, serve de palco para musica clássica e outros shows.


No centro histórico está o Palazzo Podestá e o Palazzo Arengo e o Mercado do Peixe. O monumentos e santuários são do século 14, e a Igreja de San Francesco é um dos monumentos mais importantes de Rimini descrevendo a idade do outro em sua requintada estrutura.






Sermão de Santo António aos Peixes: De Rimini existe uma curiosa lenda ou verdade: Quando Santo Antonio saiu em peregrinação pela África, retornando para sua casa em Portugual, o destino o fêz chegar à Itália, quando um acidente com seu barco o fêz parar na Sicilia em 1227. Dalí Santo Antonio foi para Rimini, onde ele tentava em vão pregar o evangelho pelas ruas.

Como ninguém quissese ouví-lo, Santo Antonio foi para a praia e chamou os peixes para ouví-lo. Imediatamente, inúmeros peixes apareceram na praia, ergueram a cabeça fora da água e ficaram a ouvi-lo, atentamente, que ficou conhecido como o Sermão de Santo António aos Peixes. O povo correu para ver aquele estranho fenômeno, e assim, Santo Antonio passou a ser ouvido não só em Rimini, mas passou a ser venerado em toda itália.






Praias: Rimini é um destino turístico popular para quem ama natureza, com várias praias e resorts, e vida noturna muito animada. E divertidas também são as seis enormes esculturas, como balde e cadeiras de praia gigante, criados por uma empresa especializada em shows, que estão espalhadas pela praia.



piadina real


Iguarias: Um dos pratos típicos imperdíveis de Rimini é um piadina real, que pode ser degustado nos quiosques: uma massa crocante fina recheada como você quiser: queijos frescos, alface, presunto e até chocolate. Outra atração local é o "pesce azzurro", uma espécie de tainha, cavala vermelho, camarão mantis, espadilha além de provar o Sangiovese, o melhor vinho da região.

Para descobrir os sabores locais o endereço certo é o Mercado na Via Castelfidardo, onde tem de tudo. Um lugar tradicional, cheio de aromas e especialidades, e em torno do qual pode-se encontrar as melhores lojas de comidas e vinhos, o melhor gourmet da cidade.







Itália Miniatura: Uma das grandes atrações é a Italia em miniatura, um parque temático onde se pode fazer um tour por toda Italia através das 272 reproduções de monumentos em escala perfeita da bela Italia.

Em poucos minutos é possível ver os barcos nos canais de Veneza, passear pela Praça São Pedro em Roma, visitar a Toscana e chegar Calábria. Outros parques são: a Fiabilandia que é um parque temático, no estilo disneylandia; Mirabilândia, o Aquafan, um parque aquático ao longo da costa e muitos outros.











 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.