04 novembro 2013

Spello, un paese sempre in festa



A região da Umbria é a única que não é banhada por mares, mas usufrui da beleza das montanhas, planícies e lagos que a tornam um dos locais mais encantadores da Itália. Na antiguidade era onde viviam os umbrios, um povo que tinha o hábito de construir pequenos povoados fortificados em terrenos altos. Um desses povoados deu origem a Spello, uma pequena cidade situada nas encostas do Monte Subásio que ainda conserva suas características medievais.


 



Cercada por altas muralhas, com ruas e casas feitas com pedras retiradas da montanha, a cidade ganha vida e charme com os seus vasos de flores de todos os tipos e cores espalhados por todos os cantos.

Classificada como uma das mais belas aldeias da Itália, Spello está bem próximo de Assisi e Perugia. Nos últimos anos os moradores tem sido incentivados a fazer decorações florais e paisagismo. O perfume das flores que preenchem os balcões coloridos se misturam ao agradável odor da boa cozinha, que seduz quem passa pela cidade.  

 




 
Infiorata de Corpus Christi: Em junho, por ocasião da "Infiorata de Corpus Christi", a cidade ganha tapetes de flores de todos os tipos e cores, que mais parecem uma obra de arte. Esse é um costume que tem origens muito antigas, tendo sido documentado em Spello pela primeira vez em 1831. Com o aperfeiçoamento da técnica, ao longo do tempo surgiram grupos que se esforçam em criações complexas que são famosas em todo o mundo. 
 
A preparação da Infiorata exige um minucioso e paciente trabalho de separação de pétalas que envolve inúmeras pessoas, além de outras que se dedicam na montagem dos croquis. Na véspera da celebração, artistas e decoradores trabalham durante todo dia e à noite para enfeitar as ruas do centro histórico que irão receber a procissão de Corpus Christi. 
 
 


Entrada para carros ao lado da Porta Consolare
Porta Consolare

Centro histórico:  Cercado por altas muralhas, parte delas são da época romana e acréscimos feitos em 1360 para incluir novos subúrbios. Em alguns pontos as muralhas foram destruídas, mas permaneceram as grandes portas, como a Porta Consolare que era e ainda é a principal entrada da cidade e a entrada da antiga colônia romana "Splendissima Colonia Julia".
 


Porta Sant'Angelo
Porta Venere
 
A Porta Sant'Angelo antecede a famosa Porta Venere, que tem um arco triplo e duas torres. Há também outras entradas localizadas perto das igrejas, como a Porta Chiusa que tem esse nome porque permaneceu bloqueada por algum tempo, sendo a mais próxima da Igreja S. M. Maggiore. A Porta Urbica está próxima da Igreja de San Ventura, por isso também é chamada Porta San Ventura.
 
 
 


 



A Porta Prato é a mais próxima da Igreja Santa Maria del Prato. A Porta dell'Arce ou dos Capuchinhos é a mais próxima da Igreja San Severino e Convento dos Capuchinhos. A Porta Montanara está próxima à Igreja Vallegloria e a Porta Fontevecchia é a saída para a Villa Fidelia fora da cidade. Passeando pela velha cidade encontra-se inúmeros arcos. Um deles é chamado Arco de Augusto.

 
Igreja San Ventura
Igreja San Martino
Igreja Vallegloria
Igreja San Severino

Igrejas: A religiosidade é marcante nessa região. Ao longo da via principal, as igrejas foram sendo construídas na época medieval quase que uma ao lado da outra. Entre as várias igrejas, conventos, capelas e oratórios, as mais importantes da parte alta da cidade são as Igrejas de Santa Maria Maggiore, San Andrea e San Lorenzo. Do alto também tem-se uma bela vista da planície e da cidade de Assisi onde nasceu São Francisco de Assis.

 
Igreja San Andrea



Igreja Santa Maria Maggiore

Afrescos Igreja Santa Maria Maggiore


Igreja Santa Maria Maggiore: As igrejas de Spello possuem belíssimos afrescos, sendo mais famosos aqueles da Igreja Santa Maria Maggiore feitos por Bartolomeo di Betto, que foi apelidado de"Pinturicchio" devido à sua baixa estatura. Esse era o nome que ele usava para assinar suas obras.

O tema de seus afrescos feitos entre 1501/1512 contam a história da infância de Jesus. No teto da igreja foram retratadas as sibilas, personagens da mitologia greco-romana. Descritas como mulheres que possuiam poderes proféticos sob inspiração de Apolo, elas aparecem em diversas pinturas do renascimento.

 
 
 
 


Vestígios arqueológicos: Na época dos romanos Spello era muito maior do que se vê hoje. Dessa época restaram as muralhas e os vestígios arqueológicos do anfiteatro, termas, o Arco de Augusto e a esplêndida Porta Venere. Recentemente foi descoberto um complexo monumental fora da Porta Consolare. Ali existe um piso decorado, que provavelmente tenha pertencido a alguma residência da aristocrácia em torno do ano 500.

Por sua grande importância na época, Spello foi declarada "Splendidissima Colonia Julia". Porém quando foi destruída pelos bárbaros, a cidade perdeu muito do seu prestígio tendo sido considerada por algum tempo apenas como uma parte pobre do Ducado de Spoleto.



 
 
Hispellum: A cada ano em agosto a cidade se transforma para celebrar o "Hispellum", um evento que relembra o ano 336 quando Spello teve seu maior esplendor em sua história. Supostamente nesse ano, a cidade teria recebido o "Rescrito de Constantino", um documento no qual o Imperador Constantino reconhecia a cidade como a capital dos úmbrios e permitia a realização dos antigos rituais pagãos.

Durante o Hispellum, há um cortejo histórico de personagens com vestimentas romanas, além de  cenas do quotidiano romano, encenação de batalhas e lutas de gladiadores e visitas aos sítios arqueológicos. Realizado no último final de semana de agosto, esse encontro inclui também jantares nas tabernas inspirados na cozinha do império romano.

 
Palazzo Comunale
Palazzo Comunale

Palazzo Urbani

Villa Fidelia
Villa Fidelia

Villa Fidelia


Construções de destaque: Em 1516 Spello foi entregue como um feudo para a Família Baglioni que governou a cidade por três gerações, entre 1516 a 1648. O último Conde de Spello foi Malatesta Baglioni V, que morreu em 1648 sem deixar descendentes. Por ordem do Papa Paolo III, parte das muralhas e torres foram demolidas.

Posteriormente a cidade fez parte da república romana e do império napoleônico, até tornar-se parte do Reino da Itália em 1860. Graças ao patrocínio dado pela família Baglioni aos artistas do renascimento, Spello tem hoje um rico acervo de afrescos e obras de arte. Na época foram construídos belissimos palácios, como o Palazzo Diamantis de 1589 e o Palazzo Venanzi em 1602.

O Palazzo Comunale é um das mais antigas construções. Foi concluído em 1270, ampliado em 1575 e restaurado depois do terremoto ocorrido na região em 1997. Em 1605 a família Urbani construiu o Palazzo Urbani e também a Villa Fidelia com seu magnífico jardim italiano construída fora da cidade murada.

 


Rocca Albornoz: Diversas torres sobressaem na cidade, sendo que algumas foram parte de construções que não existem mais. A torre quadrada que fica no ponto mais alto em Spello, foi provavelmente parte de fortificações. Há ainda uma torre circular que agora faz parte do muro do jardim do Palazzo Venanzi.

Em 1354 o cardeal Gil Albornoz mandou construi uma fortaleza no lugar da antiga fortaleza romana, perto da Igreja San Severino. Porém Albornoz não viu a obra concluída e morreu em 1367, mas permaneceu como Rocca Albornoz.


 
 
 

Festa dell'Olivo e Sagra della Bruschetta: Das oliveiras de Spello é extraído o valioso azeite extra virgem, um dos melhores da Itália. Em novembro, a "Festa dell'Olivo e Sagra della Bruschetta" é uma oportunidade para conhecer as técnicas de cultivo da azeitona, prensagem e preservação do azeite extra virgem, assim como degustar muitas iguarias durante o concurso gastronômico chamado L'Oro di Spello, especialmente as deliciosas bruschettas.

Mas o melhor de tudo é o desfile das comunidades que se organizam para criar um clima "campesino". Com roupas típicas e carros agricolas decorados, cada grupo é acompanhado por um tocador de gaita ou acordeon. Ao passarem pelas ruas cantando e dançando "il saltarello", outras pessoas se rendem à alegria envolvente e contagiante da festa.

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.