30 setembro 2010

L'Aquila, a cidade da águia



L'Áquila é uma cidade peculiar que surgiu a partir de um projeto sem precedentes na história do urbanismo e foi constituída a partir da união de vários vilarejos. Fundada por um projeto do imperador Frederico II nos anos de 1230, segundo alguns pesquisadores Áquila deve ter sido, nas intenções do seu fundador, a nova Jerusalém. Segundo uma teoria mais recente, os edifícios mais importantes da cidade foram construídos de maneira para que se repetisse o formato da constelação da Águia.




 


A cidade de Áquila é um centro turístico que tem diversos lugares de interesse histórico, sendo conhecida por suas 55 igrejas. A basílica católica de Santa Maria de Collemaggio, onde foi coroado e está sepultado o Papa Celestino V, é uma igreja medieval considerada uma obra-prima da arquitetura gótica e românica de Abruzos e uma das principais atrações turísticas. Parte do transepto da basílica acabou ruindo durante o terremoto em 2009.  




 

Um dos pontos turísticos mais interessantes é a fonte medieval de 99 canais repleta de simbolismos ocultos que reconduzem aos cistercensos e colocada como a Fonte de Siloé a Jerusalém.

 


 
L'Aquila, está circundada de vários montes, como o Gran Sasso nos Apeninos, e atrai turistas no verão para excursionismo e no inverno é um dos mais famosos locais para a prática de esportes de inverno. A Fortaleza Rocca Calascio, serviu de cenário para os filmes "O Feitiço de Áquila" e "Em nome da rosa".



 

A cidade de Áquila está assentada em uma das áreas mais propensas a eventos sísmicos da Península Itálica e desde a sua fundação tem uma trágica história de muitos terremotos. O primeiro terremoto de que se tem notícia ocorreu em 1315.

Depois outro sismo estimado ao grau 10 da escala mercalli aconteceu em 1349 e em 1461. Em 02 fevereiro 1703 mais de 3.000 pessoas pereceram e quase todas as igrejas da cidade desmoronaram, entre elas a Igreja de San Domenico onde 800 pessoas participavam de solenidades.


Os sobreviventes abandonaram a cidade mas alguns decidiram que Áquila deveria renascer a qualquer custo. Com este objetivo o papa Clemente XI enviou padres e freiras para que, desprovidos dos seus votos, aos poucos repovoassem a cidade. Porém em 31 julho 1786 ocorreu um novo terromoto aniquilando cerca de 6000 pessoas e ainda em 1958 um novo sismo atingiu a cidade.




 
 

 


O terremoto de 6,3 graus em 2009 deixou uma inconsolável perda de muitas vidas, sendo a maioria de jovens estudantes da Universidade de Áquila, muitos deles concluindo seu curso universitário, que naquele momento da madrugada estavam no dormitório universitário.

Também restaram milhares de feridos além da destruição de centenas de monumentos históricos, sobretudo no centro de Áquila e em outras localidades próximas. Mas assim como no passado, a corajosa população de Áquila mais uma vez continua reconstruindo sua encantadora cidade.





 


3 comentários:

  1. História de superação desse povo! Tive a oportunidade de conhecer L'aquila. Aos poucos, está se reerguendo.

    ResponderExcluir
  2. História de superação desse povo! Tive a oportunidade de conhecer L'aquila. Aos poucos, está se reerguendo.

    ResponderExcluir
  3. Triste ve-la caída com esse terromoto!!! Que Deus acalme o coraçao de todos...

    ResponderExcluir

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.