13 dezembro 2010

Santa Lucia de Siracusa



No ano 304 Lucia ou Luzia pertencia a uma rica família de Siracusa na Italia. Sua mãe Eutíquia, ao ficar viúva, prometeu dar a filha como esposa a um jovem da Corte local, mas ao ver sua mãe acometida de grave doença, Lucia foi ao sepulcro de Santa Ágata prometendo virgindade eterna.

Ao ser curada, a mãe permitiu que a filha mantivesse sua promessa e cancelasse o casamento como também consentiu que dividisse seu dote milionário com os pobres como era seu desejo. Entretanto o ex-noivo inconformado foi denunciar Lucia como cristã ao governador romano. Era o período da perseguição religiosa imposta pelo cruel imperador Diocleciano; assim a jovem foi levada a julgamento.




Como Lucia dava extrema importância à virgindade, o governante mandou que a levassem à força a um prostíbulo para servir à prostituição. Porém ela permaneceu imóvel e dez soldados não conseguiram arrastá-la conforme ordem do Imperador.

Lucia foi condenada a morrer ali mesmo. Os carrascos jogaram resina e azeite fervente sobre seu corpo, mas ela continuava viva. Somente um golpe de espada em sua garganta conseguiu tirar-lhe a vida.

Em 1039, para proteger as relíquias de Santa Lucia dos invasores árabes muçulmanos, um general bizantino as enviou para Constantinopla atual território da Turquia. Elas voltaram ao Ocidente por obra de um rico veneziano, seu devoto, que pagou aos soldados da cruzada de 1204 para trazerem sua urna funerária.




O dia de Santa Lucia ou Santa Luzia é celebrado no dia 13 de dezembro e seu corpo está guardado na Catedral de Veneza, embora algumas pequenas relíquias tenham seguido para a igreja de Siracusa que a venera também no mês de maio. A devoção à santa, cujo próprio nome está ligado à visão - Lucia deriva de Luce, luz em italiano - e já era exaltada desde o século 5.

Passado mais um século, o Papa Gregório Magno a incluiu para ser citada no cânone da missa. Os milagres atribuídos à sua intercessão a transformaram numa das santas auxiliadoras que é invocada nas orações para obter cura nas doenças dos olhos ou da cegueira, quando se deseja obter uma nova visão de vida e para vislumbrar um novo caminho.

Conta a antiga tradição oral que essa proteção, pedida a Santa Lucia ou Santa Luzia, se deve ao fato de que ela teria arrancado os próprios olhos entregando-os ao carrasco, preferindo isso a renegar a fé em Cristo. A arte perpetuou seu ato extremo de fidelidade cristã através da pintura e da literatura. Foi enaltecida pelo magnífico escritor Dante Alighieri na obra "A Divina Comédia", que atribuiu à  santa a função da graça iluminadora. Assim essa tradição se espalhou através dos séculos ganhando o mundo inteiro e permanecendo até hoje.

3 comentários:

  1. Meu nome é Rita moro no interior de São Paulo e sou apaixonADA PELA iTALIA
    MEU SONHO É UM DIA FICAR LÁ ALGUNS MESES PARA CONHECER TODO AQUELE PAIS
    Sou apaixonada pela comida e sua mucica em especial Tiziano Ferro e Eros Ramazotti infelizmente tenho que importar esses cantores já que aqui em nosso pais não são divulgados

    ResponderExcluir
  2. Olá Rita. A Itália é realmente apaixonante. Tem nessa pagina um link de músicas italianas para você se deliciar com belas canções. Obrigado por sua visita e por seu comentário. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Sou Ir. Sirlete e moro em Belo Horizonte. Gostaria de adquirir uma reliquia de santa Luzia. Para isto, preciso saber o nome da Igreja que exite a reliquia e o nome do Paróco para que eu possa entrar em contato com ele. Vi pela internet que em Siracusa e em Veneza tem grande veneração por esta santa. Se souber alguma notícia gentileza me informar. almeidasirlete@hotmail.com

    ResponderExcluir

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.