12 abril 2011

Padova, a cidade de Santo Antonio




Padova na região do Veneto é a cidade italiana onde está a Basilica de Sant' Antonio di Padova ou di Padoa no dialeto veneto. Embora tenha nascido em Lisboa uma grande basilica foi erguida devido ao falecimento do famoso frade em Padova a 13 de junho 1231.


 

Basílica Sant' Antônio di Padova: Todos os anos em 13 de junho é realizada em Padova uma festa em homenagem a Sant'Antônio. Apesar da vida simples do santo, a basilica tem oito cúpulas e vários campanarios que parecem minaretes árabes.
 


 

Considerado o santo casamenteiro, na verdade tinha o nome de batismo Fernando de Bulhões e tornou-se um frade agostiniano em Lisboa. Segundo a lenda, Santo Antônio era um excelente conciliador de casais. Muito sensibilizado com a decapitação de monges franciscanos e resolveu deslocar-se para Marrocos numa ação de evangelização.


Algum tempo depois, por estar muito doente decidiu retornar a Lisboa. Entretanto na viagem de regresso uma forte tempestade arrastou o barco até as costas da Sicilia onde ele se tornou um grande pregador.

Durante alguns anos o frade esteve na Bologna ensinando teologia. Foi para a França, instalou-se em Marselha mas retornou à Itália. Em 1231 regressou a Padova marcando a quaresma daquele ano por uma série de sermões da sua autoria.

Naquele ano, estando muito doente Sant'Antônio faleceu aos 36 anos. Considerado padroeiro dos pobres, também é invocado para ajudar a encontrar objetos perdidos e diz-se que guardar um pão abençoado por Santo Antonio na despensa nunca deixa faltar a comida.  





Obras de Santo Antônio: Os Sermões Dominicais e Festivos são a única obra autêntica escrita de próprio punho pelo Frade Antonio com a marca da sua personalidade e espiritualidade. Existe um sermão para cada domingo ou festividade.

Para fundamentar a sua interpretação, Antonio recorria à ilustração de temas filosóficos e morais recorrendo a citações de Aristóteles, Cícero, Sêneca e outros pensadores gregos e romanos. Também fazia referências à natureza e ao saber científico da época.







Prato della Valle - a maior praça da Europa: Um dos símbolos mais conhecidos de Padova é Prato della Valle, uma grande praça que é a maior da Europa com 90.000 metros quadrados.

Na época romana era chamada de Campo de Marte. No centro há um amplo jardim cercado com 78 estátuas que retratam cidadãos famosos e hoje tornou-se um local de feiras e exposições. Ao lado da praça, em tempos antigos foi sepultada a mártir Giustina, onde hoje está erguida a Basilica de Santa Giustina.

 





Centro histórico: Padova foi um importante centro comercial na época do império romano em 59 a.C. Chamada pelos romanos de Patavium, dizem que Padova é a cidade mais antiga do norte da Itália. Foi devastada por um incêndio em 1174 perdendo muitos palácios.

Com traçado urbano irregular, Padova alterna grandes praças e pequenas ruazinhas pitorescas, especialmente na zona do velho gueto que foi restaurado e tornou-se o centro de galerias de arte, lojas de antiguidades e cafés.

Severamente bombardeada durante a 2a. Guerra Mundial, a bela igreja dos Eremitani com belos afrescos foi destruída. É considerada por alguns historiadores de arte como sendo a maior perda cultural da Itália. Hoje o mosteiro é um museu.

 







 
Palazzo della Ragione: Construido em 1219, o Palazzo della Ragione tem um único salão de 80 metros quadrados com 27 metros de altura sem uma única coluna de sustentação, tendo a fama de ser o maior telhado não suportado da Europa. A cúpula original foi pintada por Giotto. Debaixo do grande salão, há um mercado secular. O salão principal tem afrescos astrológicos do ciclo dos meses.

 





Monumentos: A magnífica estátua equestre do Venetian geral Gattamelata está na praça em frente à Basílica di Sant'Antonio da Padova. Foi a primeira estátua equestre fundida em bronze em tamanho real desde a antiguidade. 







Palazzo del Capitanio: Na Praça Cavour está o famoso Café Pedrocchi, uma obra prima da arquitetura neoclássica caracterizado por salas temáticas. Foi um lugar de reunião dos protagonistas do Ressurgimento em 1831. O Palazzo del  Capitanio tem como peculiariedade o Arco dell’Orologio.




 
 

Universidade de Padova: Apesar de seu passado tumultuado, em Padova nasceu o desenvolvimento artístico e cultural pela presença de grandes estudiosos e artistas atraídos pela Universidade de Padova.

Fundada em 1222, por essa universidade passaram alunos e professores ilustres. Chamada na antiguidade de Riformatori dello Studio di Padova, Copérnico e Galileo Galilei foram alguns dos seus professores.   







Cidade de afrescos: Padova é a cidade dos afrescos que estão presentes em diversos prédios antigos. Em um deles, a Capella degli Scrovegni tem um dos afrescos mais famosos do mundo.  Encomendado pelo rico banqueiro Enrico degli Scrovegni, foi concluído por Giotto em 1305.

A capela era ligada ao palácio que servia para sua residência e era de caráter privado, apenas para seu uso e de sua familia. Atualmente quem visita a capela passa por um hall de entrada climatizado, usado para estabilizar a temperatura entre o exterior e o interior da capela para garantir a conservação.

Há também outros como o Batistério, que tem o mais importante ciclo de frescos de 'Menabuoi Giusto. O oratório de São Jorge tem antigos afrescos e o prédio parece inclinado devido ao terreno macio. A igreja de São Caetano tem um plano octogonal incomum.




 
 



4 comentários:

  1. Muito bom o seu blog, suas explicações. Voltei da Itália agora, e estou pesquisando para identificar minhas fotos. Obrigada pela ajuda.

    ResponderExcluir
  2. Lamento lhe dizer que a Praça mais grande da Europa não é a Praça Prato della Valle em padua. A mais grande é a Parade Square em Varsóvia,Polónia com 240.000 metros quadrados. Confira no link a seguir
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_pra%C3%A7as_por_tamanho

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, preciso encontrar um amigo dos tempos do Exército, de nome Ângelo Gallina, deve estar hoje com 50 anos de idade. Fiquei sabendo que ele vive nesta cidade PADOVA. Te pergunto: Tem como conseguir alguma informação sobre essa pessoa, tipo uma conta de água, luz, telefone etc. Grato.

    ResponderExcluir

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.