28 maio 2011

Pasubio, uma trilha memorável





O Monte Pasubio na região do Veneto é uma das montanhas sagradas, mais conhecida pelos eventos da 1a. Guerra Mundial. As pequenas trilhas nas montanhas no Valli del Pasubio ao lado de grandes penhascos, são consideradas uma das mais perigosas do mundo. O maciço montanhoso é cortado por trilhas e estradas estratégicas construídas por volta de 1917 na época da 1a. guerra, com 52 túneis, por isso chamada Strada delle Gallerie.







Durante a Primeira Guerra Mundial, a linha da frente das forças italianas percorreu as Dolomitas. O Monte Pasubio era um reduto crucial para os italianos que deveriam assegurar a montanha, mas as suas linhas de abastecimento para a montanha estavam sendo bombardeadas e sujeitas a avalanches. Em 13 de dezembro de 1916, 10.000 soldados foram mortos por avalanches nas Dolomitas e ficou conhecida como sexta-feira branca. A resposta para os problemas do Exército italiano foi a Strada delle 52 Gallerie.









A Strada delle 52 Gallerie foi construída pelas tropas italianas e uma equipe de mineiros. O caminho foi concluído em apenas poucos meses, de fevereiro a novembro de 1917. O que torna a estrada incomum são os 52 túneis num percurso de 6.000 metros e o tempo recorde de construção, devido às difíceis condições do local. A caminhada inicia em um parque no Campiglia Bocchetta e termina em um refúgio do Clube Alpino Italiano chamado Um Papa, uma trilha memorável onde se pode ver os vestígios dos confrontos.





Video Strade delle gallerie


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.