07 junho 2011

Sorrento, cidade das sereias



Sorrento, na região da Campania, tem mar mas não tem praia nem monumentos importantes, mas é uma cidade muito agradável e segura para admirar as paisagens sobre a costa. Sorrento está sobre os penhascos íngremes, cercada por montanhas de calcário e é o ponto de partida dos ferries e hydrofoils que levam a Capri e até Massa Lubrense; um típico povoado de pescadores. Também é o ponto que leva a Ischia e Procida.







O pequeno porto de pesca de Marina Grande é onde se pode sentir a naturalidade de Sorrento. Vários hotéis e
restaurantes estão situados junto à praia, onde se pode apreciar o verdadeiro Spaghetti al vongole. Sorrento e a Costa Amalfitana são bem conhecidas pelos explendidos limões grandes que servem para os produtos típicos desta região: Chocolate, o Limoncello - um licor muito saboroso e os sabonetes de limão, além dos diversos sabores de sorvete.







Segundo historiadores, Sorrento foi fundada por Liparus, neto de Ulisses e Circe mencionados na mitologia grega. Na
era pré-romana, Sorrento foi influenciada pela civilização grega o que pode ser visto pelo grande templo. De acordo com a lenda, Ulisses teria dedicado seu culto às sereias, surgindo daí o nome de Sorrento. Contam as lendas que ali viveram as sereias que atraiam os marinheiros cantando com sua bela voz sobre as pedras, especialmente em Punta Campanella.



Massa Lubrense é uma estância balneária de Sorrento. Com uma paisagem deslumbrante, o centro histórico é cercado por pomares de terraços, morros cobertos com vegetação mediterrânia, uma paisagem reforçada pelo mar azul e o majestoso Vulcão Vesúvio imponente a alguns quilometros de distância.

Em Massa Lubrense são abundantes as plantas
tropicais, como agave e cactus, mas a planta mais importante é a Lithodora, uma planta que só nasce nessa região. Não há nenhuma espécie em outro lugar do mundo e suas belas flores florescem no inverno.

Hoje a região é protegida, uma reserva onde há inúmeros vestígios arqueológicos. Local de templos dedicados à deusa
de Atenas e construções medievais, a cidade viveu tempos conturbados. Este período é lembrado por um velho castelo do século 14, onde há uma bela vista de toda a região.

As aldeias vizinhas tem ambiente rústico do século 19 e eventos
culturais relembram a cada ano sua rica história. Antigos registros falam do extremo da peninsula e dizem que os gregos gostavam de navegar pelos mares dessa região. Em Massa Lubrense no mês de dezembro acontece o Festival das Sereias, que resgata a história de comemorações antigas.




Um comentário:

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.