11 julho 2012

Bagnaia, a cidade jardim



 
 

Nas encostas do Monte Cimino, a pequena cidade medieval de Bagnaia tornou-se conhecida nos tempos medievais devido às suas águas termais. Situada na região do Lázio, a poucos quilômetros de Viterbo, no século 15 tornou-se a residência de verão de bispos e cardeais.
 
 
 


História da cidade: A primeira menção sobre Bagnaia é do ano 963, que antes já foi chamada de Bangaria, Balneária e por fim Bagnaia. A cidade, que era localizada na antiga Via Francigena por onde passavam centenas de peregrinos, mercadores, cavaleiros e exércitos que viajavam da Europa para a Roma, foi doada pelo Papa ao Bispo de Viterbo. 

Rodeada de uma natureza viva e exuberante, o crescimento da cidade começou quando o Cardeal Raffaele Riario, um parente do Papa Sisto IV, sentia que o Palazzo Episcopal era muito modesto e resolveu melhorar a cidade. No século 16 foi construída uma casa que ligava-se à parte antiga da cidade, criando assim a Città di Dentro e a Città di Fuori.

Outros dois cardeais também se dedicaram ao desenvolvimento de Bagnaia. O Cardeal Gian Francesco Gambara, que foi bispo de Viterbo em 1566-76 e tinha laços familiares com o Farnese e o Cardeal Carlo Borromeo iniciou a Villa Lante. O Cardeal Alessandro Peretti Montalto, um parente do Papa Sisto V, completou a vila que iniciada por seus antecessores.


 
Villa Lante

Villa Lante
 
Villa Lante: A parte mais importante de Bagnaia é a Piazza 20 Settembre, que é a principal da cidade onde estão bares, restaurantes, sorveterias e o centro de apoio ao turista. Também há um mercadinho onde pode-se comprar lanches para um piquenique no parque na entrada da Villa Lante, que se tornou famosa pela relíquia de grandeza aristocrática, que na verdade é um grande jardim, um dos maiores e mais bonitos da Itália.



Villa Lante
Villa Lante

Na entrada da Villa há uma fonte com a estátua de Pegasus. Depois de passar a fonte e o antigo pavilhão de caça, o parque torna-se bastante selvagem, permitindo explorar bosques de árvores e fontes em ruínas. A base do jardim em estilo italiano foi organizada em torno da impressionante Fontana del Quadrato ou Quattro Fontana. Acima do jardim a propriedade se estende em diferentes níveis decorados.

 
 
Villa Lante
 
Villa Lante
 
Villa Lante

Na villa há duas moradias idênticas, uma em cada lado dos jardins. Os interiores foram mobilados de acordo com sua época. A loggia do nível inferior contém alguns afrescos, um pouco danificados. À medida que o jardim se eleva em degraus, a água corre através de uma variedade de fontes animadas. 



 
 


Palácios e monumentos: A parte mais antiga de Bagnaia é cercada por uma ravina em três lados e o único acesso é pelo portão no Palácio dos Bispos, por isso manteve o seu aspecto medieval. O Palácio Episcopal, também conhecido como Palazzo della Loggia, era originalmente o Palácio das lojas, sendo resultado de extensões da Câmara Municipal. 


 
 
 
 
Os cardeais Gambara e Montalto mandaram decorar com pinturas que mostram visões das cidades de Florença, Siena e Bagnaia, cenas bíblicas, retratos de antigos papas além de episódios mitológicos, cujos temas se repetem no interior da casa. Importantes palácios e monumentos compõem o cenário de Bagnaia, como a Torre do Borgo, a Fontana do Castelo construída em 1618, a Câmara Municipal construída em 1515. 
 
 
 

 
 
Igrejas: Em 1576 o Cardeal Gambara promoveu o alargamento de Bagnaia, abrindo três ruas que partem da cidade velha e uma grande igreja que foi construída no seu ponto de partida. Também construiu a Capela octogonal na estrada para Santa Maria della Querce.

No verão de 1467 os habitantes de Viterbo fizeram uma curta peregrinação a uma imagem de Nossa Senhora, que ficava ao pés de um carvalho, para pedir o fim da peste. Algumas semanas depois a peste terminou.


Em  agradecimento pelo milagre o povo da cidade se empenhou para construir a Capela de Santa Maria della Querce ou Nossa Senhora do Rosário, que foi dedicada a San Rocco ou São Roque, provavelmente para celebrar o fim da peste, já que o santo é invocado contra pragas e pestes.  
 

 
 
Festas e eventos: As celebrações da Páscoa tem início com a procissão que serpenteia as ruas estreitas do bairro medieval e com a encenação das cenas bíblicas em 18 painéis. De origem antiga, desde 1618 é uma tradição de Bagnaia. Por isso, tem um significado importante para a cidade quando muitos turistas são atraídos para essa celebração.
 
O Festival de Trapos ocorre em agosto por ocasião das celebrações de San Rocco e consiste numa massa de macarrão caseiro que para ser cozido é rasgado com as mãos dando uma forma de um "trapo". O festival inclui encenações medievais e iguarias típicas, como a Porchetta ou Porco assado. Em junho ocorre a Feira de Gado.

 


 
Todos os anos Bagnaia renova a tradicional Festa de São Antonio Abate, um costume que é mantido há séculos e que o povo da cidade tem orgulho de manter a tradição. O evento acontece na Piazza XX Settembre e o Fogo Sagrado é mantido durante a noite.
 
O Focarone é uma celebração realizada em meados do mês de janeiro e mistura o sagrado e o profano, entre a história e o mito de Santo Antonio.  Essa mistura de fé com os antigos ritos pagãos mantém-se há muitos anos. 
 
Conta-se que as curas milagrosas ocorreram durante uma epidemia. Entre os pacientes que vieram para pedir graças e e saúde, muitos foram atingidos pelo mal da Herpes Zoster, também conhecida como "cobreiro". Todos aqueles que tiveram de lidar com este mal pediram a purificação, permanecendo ao redor da fogueira. 
 


Uma espetacular fogueira acima de 5 metros de altura é construída por especialistas que conseguem que o fogo queime durante toda a noite. A enorme pilha de madeira é acesa ao anoitecer sob um coro de orações. Junto acendem-se os braseiros onde muitos quilos de salsichas, linguiças e carnes irão grelhar sobre as chamas e serão consumidos com o bom vinho da região.

Em seguida há a bênção dos animais e distribuição de uma generosa xícara de chocolate quente.  Conforme o costume, no dia seguinte as mulheres recolhem as cinzas do fogo sagrado e as mantém em casa para que as bençãos entrem e permaneçam protegendo a casa e a família. O evento, que tem duração de 2 dias, reúne o mercadinho de antiquários, artesanato, produtos típicos, além de apresentações artísticas, cortejo medieval e show dos Sbandieratori na praça. 


 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço por sua visita e seus comentários

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.